LATAM – Vacinação contra febre amarela para voos entre Brasil e Paraguai

Este é um tema muito importante para aqueles que pretendem viajar ao Paraguai nos próximos dias e não desejam ser surpreendidos na hora do embarque. Um novo decreto do Ministério da Saúde do Paraguai, está exigindo que brasileiros tenham em mãos durante o check in de embarque o Certificado Internacional de Vacinação (CIVP), contra a temida febre amarela que vem assolando alguns estados brasileiros nos últimos dias.

A medida do governo paraguaio é evitar que a doença possa chegar ao país por conta do grande fluxo de brasileiros na região, principalmente nas cidades de Assunção, Cidade de Leste e Salto de Guairá, onde se concentram uma grande quantidade de turistas, principalmente para compras. A princípio a medida é exigida apenas para o transporte aéreo, dispensando a vistoria na travessia terrestre, mas acreditamos que em breve a vacinação também seja exigida nas fronteiras do Mato Grosso do Sul e do Paraná.

O decreto do Ministério da saúde está ativo desde o último dia primeiro de fevereiro de 2018, exigindo que as companhias aéreas brasileiras vistoriem o certificado de vacinação, principalmente dos passageiros que partem dos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo ou da Bahia, principais regiões afetadas pela febre amarela e que contam com conexões para o Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi em Assunção.

febre amarela viagens paraguai

O passageiro deverá tomar a vacina com pelo menos 10 dias de antecedência a data da viagem, em um dos centros autorizados pelo país, que emitem o certificado.

A febre amarela

A febre amarela a tempos está presente no Brasil, mas nos últimos anos a doença está em evidência no país, devido aos mais de 80 casos em 2017 e os mais de 40 já confirmados de 2018 até o momento. A febre amarela é transmitida por mosquitos, principalmente a pessoas que não receberam a vacinação e que residem ou passaram algum período em áreas com matas. O mosquito transmissor é comum em ambientes da África e América do Sul, onde em boa parte das viagens internacionais para moradores destas regiões, são exigidos o comprovante de vacinação, juntamente com o certificado internacional, que deve ser obtido com pelo menos 10 dias de antecedência a data da viagem.

Uma dose da vacina garante a imunidade contra a doença para sempre. A vacina está sendo distribuída por todos os postos de saúde do Brasil e é altamente recomendada principalmente pela população residente das áreas de risco no centro oeste, sudeste e nordeste do país.

Entre os sintomas da doença quando em estágio inicial ou considerados “casos leves”, estão:

  • Febres
  • Náuseas
  • Vômitos
  • E dores de cabeça.

Já nos casos graves de febre amarela, os sintomas podem estar ligados a:

  • Doenças cardíacas
  • Doenças renais
  • E doenças hepáticas

Nestes casos, os sintomas podem ser fatais. Além da vacinação preventiva, não existem um tratamento específico, o que pode ser feito é um controle, limitando as futuras complicações com base em tratamentos com a ingestão de muito líquido e remédios específicos. Ao sinal de qualquer sintoma após visitar áreas de risco, corra imediatamente a um dos postos de atendimento mais próximos de sua residência.

 

A notícia na Latam

Para que os passageiros da companhia aérea Latam não venham a ser afetados, a empresa está possibilitando mudanças ou devoluções dos valores das passagens, para aqueles que tenham voos marcados entre o Brasil e Paraguai (destino final), com datas entre 01 e 28 de fevereiro de 2018.

Os passageiros poderão realizar a mudança para uma nova data, sem qualquer cobrança, para voos com até 15 dias após a data do voo, para que seja possível fazer a vacinação e obter o certificado. Mas ainda sim o passageiro está sujeito a diferenças tarifárias por conta da cotação do dólar.

Já para aqueles que pretendem mudar de destino, a Latam oferece alterar o destino sem a cobrança de multas, mas com diferenças tarifárias e vigência dos bilhetes. E as devoluções dos bilhetes também estão sujeitas às condições tarifárias.

Você poderá tirar suas dúvidas através da Central de Vendas, Fidelidade e Serviços nos telefones:

  • 4002-5700 (Capitais)
  • Ou 0300-570- 5700 (Outras regiões)

Tem mais alguma dúvida? Deixe seus comentários.

Recommended For You

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *